Prefeitura Municipal de Itajaí

14/07/2017

Porto de Itajaí conclui Primeiro Semestre com movimentação positiva.

Mesmo enfrentando condições climáticas adversas, junho foi essencial para os resultados dos seis primeiros meses de 2017.

Porto de Itajaí conclui Primeiro Semestre com movimentação positiva.

Mesmo enfrentando condições climáticas adversas, junho foi essencial para os resultados dos seis primeiros meses de 2017.

Nessa semana, o Setor de Estatísticas, através de sua Gerência de Operações da Superintendência do Porto de Itajaí, finalizou o relatório mensal de junho e consequentemente foram apresentados os dados numéricos referentes aos seis primeiros meses de 2017.

Desde o inicio do ano, o seguimento de cargas contêinerizadas, apresentou crescimento no terminal APM Terminals e PORTONAVE. Esses números apontavam até o mês de abril um crescimento em torno de 10%.  Neste primeiro semestre foram registrados 435 atracações em escalas comerciais nos terminais de movimentação de carga resultando um crescimento de 1% em relação ao mesmo período do ano anterior.

No Terminal APM Terminals foram movimentados 99.410 TEU’s (Twenty-Foot Equivalent Unit – unidade internacional equivalente a um contêiner de 20 pés) com 1.044.987 toneladas, registrando um crescimento efetivo de 7%.

No terminal PORTONAVE, 427.470 TEU’s com 4.677.451 toneladas, reagindo num crescimento de 2%, ambos comparados em relação ao mesmo período do ano de 2016. No sentido de movimentação de cargas, o mês de junho destacou as importações em 36% e exportações em 64% do total da movimentação de comércio exterior registrado no complexo.Esses dados seguem praticamente os mesmos percentuais de 2016.

Na movimentação total do complexo no segmento de cargas contêinerizadas,  no mês de junho foi registrado um crescimento de 3% e na comparação da movimentação dos últimos 12 meses houve um crescimento de 10%.

Um dos fatores que colaboraram para o crescimento dos números no complexo está associado diretamente ao inicio dos trabalhos de dragagem de recuperação de profundidade, possibilitando a recuperação do calado e posteriormente aumentando o volume de cargas movimentadas pelos navios localizados na área do Porto Organizado.

“Apesar das adversidades que nós enfrentamos no final do mês de maio e inicio de junho, devido às chuvas intensas que ocorreram e que levaram ao fechamento da Barra por mais de 20 dias, tivemos ainda problemas de ataques cibernéticos, que impactaram em nossas operações e demais controles do complexo. Observamos claramente que houve um crescimento da tonelagem média transportada pelos navios na ordem de 9% em junho e que só foi possível pelo fato de estarmos realizando a dragagem. Mesmo com os berços comerciais do porto público estando interditados, devido à recuperação de um de seus berços, a própria APM Terminals teve um acúmulo de 7% de crescimento nas cargas conteinerizadas”, destaca o Superintendente do Porto de Itajaí, Engº Marcelo Werner Salles.

Os TUPs (terminais privativos) do complexo também registraram números positivos tanto para junho e consequentemente para o semestre de acordo com suas movimentações de cargas e navios, sendo eles: BRASKARNE (14 escalas, 66.559 toneladas e crescimento de 18%), TEPORTI (16 escalas, 50.893 toneladas e crescimento de 74%), POLY TERMINAIS (4 escalas, 18.000 toneladas e crescimento de 100%), PORTONAVE ( 308 escalas, 4.368.035 e crescimento de 2%). No semestre, a PORTONAVE registrou ainda 81% da movimentação de contêineres no Complexo com 417.470 contêineres de 20 pés.

Com base nestes seis primeiros meses do ano, existe uma projeção mais otimista para o segundo semestre em movimentação de cargas do complexo.

“Podemos estimar para os próximos 180 dias, agora com o anúncio do retorno dos serviços da linha Ásia ao porto público, que somados a estes 7%, projetamos números ainda maiores até o final deste ano. Já na movimentação do complexo, no seguimento de cargas contêinerizadas, houve um aumento de 3% no mês de junho. Numa comparação com os últimos 12 meses (julho de 2016 a junho de 2017), um aumento de 10% na movimentação total de contêineres do complexo portuário. Diante da crise financeira que o país vem enfrentando, ficamos muito felizes com estes números, pois isso também se deve as pessoas envolvidas e empenhadas na comunidade portuária, que diariamente incrementam a movimentação”, reforça Marcelo Werner Salles.

“Retomadas as obras do berço 03 e previsão de concluir os trabalhos até o final deste ano, conclusão da dragagem de recuperação de profundidade do canal, retorno da linha Ásia para o porto público, obras de recuperação do berço 01 da APM Terminals, todos estes itens são indicativos de que certamente iremos alavancar e aumentar a capacidade de movimentação de cargas por escalas de navios resultando num segundo semestre muito produtivo e de grande recuperação do Complexo Portuário de Itajaí”, lembrou o Assessor de Direção do Porto de Itajaí, Heder Cassiano Moritz.

Fotos: Ronaldo Silva Jr.

  • Enviar para amigo
  • Imprimir
  • Link:

Enviar notícia para amigo






Rua Blumenau, 05 | CEP 88.305-101 | Centro | Itajaí | Santa Catarina | Brasil
Telefone: [+55] 47 3341 8000